Você sabia que qualquer emoção em excesso pode fazer seu coração parar e ser prejudicial para sua saúde? Vamos começar por 3 coisas que aprendi ao longo desses 23 anos que ajudo as pessoas, vejamos abaixo:

1º NÃO EXISTEM EMOÇÕES RUINS

Não existem emoções que sejam negativas, embora você já tenha ouvido falar sobre isso. Como cheguei nesta conclusão? Porque eu acredito em Deus e sempre falo (não frequento nenhuma igreja), acredito na bíblia. Um dia eu pensei… Se Deus é perfeito e ele criou as emoções, então um Deus perfeito não cria emoções ruins.

Em meus estudos descobri que nenhuma emoção é ruim, mas a maneira como nós a usamos é que a torna ruim. Certo dia, li que Santos Dumont se suicidou quando ficou sabendo que o avião estava sendo usado para guerra.

Então analisei, como ele pode fazer isto? Porque o avião em si não é ruim, há inúmeras utilidades que ele pode agregar como viajar num curto espaço de tempo, levar alimentos, remédios numa determinada região que esteja ilhada e etc.

O problema não está no uso que se faz do avião, mas na forma que será utilizado, como nas emoções que não são ruins, mas o uso inadequado que o ser humano faz que a torna ruim.

2° FUJA DO EXCESSO DAS EMOÇÕES

Quando você tem uma emoção e ela fica descontrolada ocorre o excesso, então ela é tão prejudicial quanto qualquer outra.Por exemplo, se você tem excesso de raiva, isso pode gerar um infarto agudo, um AVC (acidente vascular cerebral) o contrário também é perigoso como no excesso da alegria ou tristeza, há pessoas que trazem traços de bipolaridade (tem alternâncias de alegria e tristeza inesperadamente).

A HISTÓRIA DE UM REI

Há muito tempo, num reino distante, vivia um rei e seu filho. Ele era muito próspero e amado pelos seus súditos. Um dia ele adoeceu e antes de morrer chamou o seu filho no leito e disse:

– Aqui está um anel da nossa família de sete gerações, eu vou colocar em seu dedo agora porque em breve vou morrer e nele há duas inscrições, eu quero que você me prometa que quando estiver governando esta nação só vai tirar o anel em duas ocasiões, quando viver a sua maior glória e sua maior derrota.

E foi assim que ele fez o juramento ao pai e governou o país por muitos anos e era tão amado e respeitado quanto ele. Um dia, por volta dos 40 anos de idade seu país entrou em guerra e ele teve que lutar junto de seu exército.

Em uma das batalhas que iria definir o ganhador ele se sentiu “morto por dentro” porque ele olhou ao redor e viu seus homens sendo dizimado e seu inimigo era 3 vezes maior que seu exército.

O rei sentiu-se deprimido e pensou: – Não voltarei a ver minha família.  Lembrou-se do pai e em cima do cavalo tirou o anel e leu a primeira descrição que dizia: – “Isto passará” lembrou-se que o pai foi um exemplo de persistência, e então disse: – “Eu posso até morrer aqui, mas morrerei lutando”.

Diante disso, ao voltar para casa foi presenteado pelos súditos com uma nova coroa e ali ele sentiu que estava vivendo sua maior vitória e quando tirou o anel e leu a segunda descrição que dizia: “Isto também passará”.

REFLEXÃO DA HISTÓRIA

Na sua vida quando as coisas vão bem, o mês que a sua empresa fatura, as portas se abrem, os planos dão certo e você sente que você está muito alegre, lembre-se disso, “guarde um pouco de sua alegria” num “cofre” porque chegará um momento que você viverá amargas derrotas.

A nossa vida é vida é feita de ciclos de 7 anos, num determinado tempo as portas se fecham, seja na vida profissional ou familiar, projetos que não se realizam, nessa hora você vai lá naquele cofre que guardou a alegria e pega aquela metade porque é ela que te sustentará.

Cuidado para não comemorar demais e antes da hora com pessoas que não entendem o que você está vivendo. Preste atenção, ninguém no mundo baterá palma para seu futuro porque as pessoas estão preocupadas com elas mesmas e isso é normal, por isso guarde a sua alegria.

Durante muito tempo eu guardava em minha agenda pessoal e-mails dos meus clientes, cartas das minhas filhas (até hoje recebo), quando eu passo por muitos difíceis e sinto vontade de desistir vejo aqueles depoimentos, memoriais, áudios e etc.

Através disso eu penso que não sou um fracasso, isso que me segura nos momentos em que as coisas não vão bem, e também o fato de ter sempre um pouco de alegria guardada.

Compreende que tudo é uma questão de equilíbrio? Faz sentido o que você leu até aqui? Qual decisão você tomou enquanto lia este texto?deixe nos comentários, certamente você deve ter refletido sobre algo.